IPVA 2015 DF

 

Cerca de 1.18 milhão de veículos devem pagar o imposto, com exceção daqueles com mais de 15 anos da data de fabricação, legalmente isentos do pagamento do tributo, assim como os carros 0 km que têm o direito concedido no ano da compra do automóvel, conforme opção do consumidor pela isenção ou não.

Quem adere à isenção no ano da compra paga nos três anos seguintes alíquota maior, (3,5%), com base na Lei nº 4.733, de 29/12/2011.

No caso da negativa, o contribuinte deve fazer um pedido de desistência em até 30 dias após o registro do bem no cadastro fiscal da Secretaria.

 

Cálculo do IPVA

O cálculo do IPVA é feito através do valor dos veículos multiplicado pela alíquota corresponde.

Por exemplo: Um veículo de passeio cujo valor de mercado seja R$ 30.000,00 e alíquota de 3%.
IPVA = R$ 30.000,00 x 3% = R$ 900,00.
Pagamento em cota única (com desconto de 5%): R$ 855,00, ou em três parcelas de R$ 300,00.

 

Tabela IPVA 2015

 

 

Consultar por: Código renavam / Consulta veículo - Detran

 

 

Onde pagar

O pagamento do IPVA poderá ser feito em todas as instituições bancárias conveniadas com a SEF/DF.

O pagamento também pode ser efetuado via Internet, de qualquer lugar do Brasil ou do mundo, desde que o contribuinte seja correntista da agência conveniada.

Pagamentos com DAR: Banco Bradesco / Banco Citibank / Banco Cooperativo do Brasil / Banco de Brasília / Banco do Brasil / Banco ITAÚ / Banco Mercantil do Brasil / Banco Nossa Caixa / Banco REAL / Banco Unibanco / Caixa Econômica Federal / HSBC Bank Brasil - Banco Múltiplo / Lemon Bank / Lotéricas

Pagamentos com GNRE: Banco do Brasil / Banco Bradesco / Banco ITAÚ / Banco Unibanco / Banco Santander

 

Carnê

Os contribuintes que não recebem o carnê em casa devem retirar a segunda via do Documento de Arrecadação (DAR) no link Código renavam abaixo ou nas Agências/Posto de Atendimento da Receita ou nos postos de atendimento do “Na Hora”. Para facilitar o atendimento é necessário o número do RENAVAM.

 

Nota legal e abatimentos nos impostos

A partir de 02 de janeiro, os consumidores do Nota Legal já podem indicar o destino dos créditos.

A escolha deve ser feita entre o IPTU ou IPVA, e ainda reduzir o imposto de terceiros.

A indicação dos créditos do Programa deve ser feita no site www.notalegal.df.gov.br, após o cadastramento do consumidor.

Quem forneceu o CPF na hora da compra, mas ainda não se cadastrou, deve fazê-lo para aproveitar os créditos já contabilizados.

A validade do benefício é de dois anos.

 

 

Compartilhar